Geoacupuntura – Parte II

Geoacupuntura – Parte II

Hoje falaremos um pouco mais sobre o que é a Geoacupuntura.

Quando encontramos energias nocivas, tais como veios de água, de rio ou lençóis freáticos, transformadores de rua na porta da nossa casa, usamos aparelhos radiônicos para bloquear estas energias.

Todavia, quando encontramos outros tipos de energias, tais como: Linhas de Hartmann, energias de cemitérios, (antigos ou atuas), Sambaquis, lixões, linhas de alta tensão, torres de rádio, televisão e de telefonia, aparelhagem de radiografia, de ressonância magnética, tomografia, também próximos à nossa casa e todos os aparelhos dotados de circuito eletrônico, utilizamos a geoacupuntura.

O que é a geoacumpuntura?

Exatamente como na acupuntura tradicional, que localiza pontos no corpo que precisam ser trabalhados por um especialista, que usa as agulhas ou outros materiais para devolver o equilíbrio energético das pessoas. Assim, também no entorno de cinco quarteirões do terreno, ou da nossa casa, ou do nosso comércio pode-se usar do mesmo procedimento, localizando os pontos geopatogênicos e neles fazemos o implante da agulha especifica ou outro tipo de material, colocando nos pontos e, regiões afetadas, devolvendo o equilíbrio energético ao local.

Assim, entre as energias mais danosas mencionadas acima, fazemos uma primeira avaliação e, caso tenhamos resultados da existência de energias danosas oriundas da terra, a solução é fazer a geoacumputura.

Uma sessão de geoacupuntura leva em média duas horas e é feita diretamente na casa do paciente.

Perguntaram-me se todas estas energias fazem mal à saúde? E eu respondo! Na realidade qualquer energia negativa faz mal à saúde, umas mais e outras menos.Todas estas energias são cumulativas e devem ser retiradas,  mesmo a menos danosa, pois com o tempo, pode chegar  a acumular muita energia ruim.

Obrigado meus amigos e até a próxima oportunidade.